Ácidos: o que são, características, participação no mercado brasileiro

Ácidos: o que são, características, participação no mercado brasileiro

Os ácidos são importantes insumos no processo produtivo de vários setores da indústria. 

Nessa matéria você encontrará dados de suas características, classificações, sua importância para economia e mercado nacional, assim como sua utilização na indústria. 

 

O que são ácidos? 

 

Ácidos são substâncias químicas que possuem a capacidade de doar íons H+ (íons de hidrogênio) em solução aquosa, ou seja, são substâncias que possuem pH abaixo de 7. Essa capacidade de doar H+ é conhecida como acidez e pode ser medida pela escala de pH. 


Os ácidos podem ser divididos em grupos: ácidos orgânicos e ácidos inorgânicos


Os ácidos orgânicos são compostos que contêm átomos de carbono ligados a um grupo funcional ácido. Eles são encontrados na natureza, em organismos vivos, e também podem ser sintetizados em laboratório. Alguns exemplos de ácidos orgânicos são: ácido acético, ácido cítrico, ácido lático, ácido fórmico, entre outros. 


Os ácidos inorgânicos são substâncias que não contêm átomos de carbono ligados a grupos funcionais ácidos. Eles são encontrados na natureza, em minerais e rochas, e podem ser produzidos em laboratório. Alguns exemplos de ácidos inorgânicos são:


Uma das principais diferenças entre os ácidos orgânicos e inorgânicos é que os ácidos orgânicos geralmente possuem menor força ácida do que os ácidos inorgânicos. Além disso, os ácidos orgânicos são geralmente solúveis em solventes orgânicos, enquanto os ácidos inorgânicos são solúveis em água. 


Potencial Hidrogênio Iônico (pH) 

 

O pH ou potencial hidrogeniônico trata-se de uma escala de 0 a 14 que determina se a solução é ácida ou base. Para que a substância seja considerada um ácido esse pH deve variar entre 0 e 7. 


Características dos ácidos: 


  • Incolor 
  • Forte odor e asfixiante  
  • Sabor azedo, ácido ou amargo  
  • PH inferior a 7  
  • Estado físico líquido  
  • Baixo ponto de fusão e ebulição 
  • Conduzem eletricidade em meio aquoso 
  • Reagem com metais (ferro, magnésio e zinco) 


Classificação dos ácidos de acordo com o grau de oxigenação  


a-) Hidrácidos – Os hidrácidos são compostos químicos que contêm hidrogênio (H) e um átomo de outro elemento, geralmente um halogênio ou um elemento do grupo 16 da tabela periódica (oxigênio, enxofre, selênio, telúrio, polônio), formando ácidos que não contêm oxigênio em sua composição. Esses ácidos são chamados de hidrácidos porque o hidrogênio é o cátion positivo e o átomo ligado é o ânion negativo. 

Exemplos: 


b-) Oxiácidos – Oxiácidos são ácidos que contêm hidrogênio, oxigênio e um elemento central, geralmente um não-metal, como o cloro, o enxofre ou o fósforo. Eles são chamados de oxiácidos porque sua estrutura química inclui um ou mais átomos de oxigênio. Quando dissolvidos em água, esses ácidos se ionizam, liberando íons de hidrogênio (H+) e ânions correspondentes, criando assim uma solução ácida. 

Exemplos: 


O mercado de ácidos no Brasil  


De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria Química (ABIQUIM), a produção brasileira de ácidos atingiu 6,3 milhões de toneladas em 2020, representando um aumento de 2,4% em relação ao ano anterior. Desse total, cerca de 40% correspondem à produção de ácido sulfúrico, seguido pelo ácido fosfórico e ácido clorídrico (HCL)


A produção de ácido sulfúrico, em particular, é de extrema importância para o setor agrícola, sendo utilizado para a fabricação de fertilizantes e como agente dessecante de grãos, além de ter diversas outras aplicações industriais. Já o ácido fosfórico é utilizado na fabricação de aditivos alimentares, detergentes, produtos farmacêuticos e na produção de fertilizantes fosfatados. 


Ainda de acordo com a ABIQUIM, a produção de ácidos no Brasil tem se mantido em constante crescimento nos últimos anos, impulsionada pela demanda crescente da indústria e da agricultura. O país tem um grande potencial para a produção de ácidos, contando com importantes reservas de matérias-primas utilizadas na fabricação desses compostos. 


De acordo com dados do Ministério de Minas e Energia do Brasil, a produção de ácidos inorgânicos no país em 2020 foi de cerca de 6,5 milhões de toneladas. É importante ressaltar que esse número engloba vários tipos de ácidos inorgânicos, incluindo ácido sulfúrico, ácido nítrico, ácido clorídrico, entre outros. 


O ácido sulfúrico é o mais produzido e consumido no Brasil, sendo utilizado em vários setores da indústria, como a indústria química, metalúrgica, de fertilizantes, papel e celulose entre outras. Em 2020, a produção de ácido sulfúrico no país foi de cerca de 4,8 milhões de toneladas, o que representa cerca de 74% da produção total de ácidos inorgânicos no país. 


Qual o papel dos ácidos no processo industrial? 

 

Nos últimos anos, o Brasil tem sido um dos maiores produtores de ácidos do mundo, com uma produção crescente e constante. Os ácidos são compostos químicos com diversas aplicações na indústria, agricultura, medicina e outros setores. 


Os ácidos são amplamente utilizados em diversos segmentos da indústria, sendo aplicados em processos de fabricação, tratamento de superfícies, tratamento de efluentes, entre outros.  

 

Alguns dos segmentos que mais consomem ácidos na cadeia de produção são: 


  • Indústria química: a produção de ácidos é uma atividade essencial na indústria química, que utiliza essas substâncias em diversos processos de síntese química e fabricação de outros produtos químicos. 
  • Indústria metalúrgica: os ácidos são utilizados para a limpeza e tratamento de superfícies metálicas, remoção de óxidos e preparação para processos de revestimento. 
  • Indústria de fertilizantes: a produção de fertilizantes requer o uso de ácidos para a produção de fosfatos e sulfatos. 
  • Indústria de alimentos e bebidas: alguns ácidos, como o ácido cítrico e o ácido fosfórico alimentício, são utilizados como aditivos alimentares para acidificar e conservar alimentos e bebidas. 
  • Indústria de papel e celulose: os ácidos são utilizados para a extração de celulose a partir de madeira e outras matérias-primas. 
  • Indústria de tratamento de água e efluentes: os ácidos são utilizados para ajustar o pH da água e de efluentes, ajudando a reduzir a alcalinidade e a neutralizar substâncias alcalinas. 

 

Como fazer o transporte a granel de ácidos? 


Para o transporte de ácidos, é necessário que carreta tanque tenha algumas características específicas, como material de construção, válvulas adequadas, assim como identificações com placas de simbologia e numerologia, identificando a classe de produto perigoso a qual esse ácido pertence . 

Veja em nossa matéria Produtos químicos líquidos a granel: em qual carreta transportar? , qual equipamento ideal para transporte do seu produto. 

O transportador também deve possuir licenças e elas devem estar de acordo com as legislações federais, estaduais e municipais. 

Outra certificação muito importante é o SASSMAQ, criado pela ABIQUIM (Associação Brasileira de Indústrias Químicas), conheça a importância dessa certificação em nossa matéria Certificação SASSMAQ: qual diferencial das transportadoras que possuem

Sua empresa precisa de transporte de ácidos a granel?

Fale com quem entende

Você pode se interessar por:

O papel dos rastreadores nas operações de transporte a granel Contatto

O papel dos rastreadores nas operações de transporte a granel

Rastrear a carga e oferecer mais segurança aos condutores, é um papel fundamental do...

Leia Mais
Arla 32: Uso, comércio no Brasil, e soluções de transporte eficientes e econômicas Contatto

Arla 32: Uso, comércio no Brasil, e soluções de transporte eficientes e econômicas

O surgimento do ArlaO Arla 32, surgiu da necessidade de uma solução onde fosse possível...

Leia Mais
Ácido fosfórico: o que é, uso na indústria e como é transportado Contatto

Ácido fosfórico: o que é, uso na indústria e como é transportado

O ácido fosfórico, substância química muito utilizada na produção de fertilizantes, indústrias alimentícias e metalúrgicas,...

Leia Mais
Isotank: características, tipos e produtos que ele pode transportar. Contatto

Isotank: características, tipos e produtos que ele pode transportar.

Um equipamento muito utilizado em operações logísticas no modal marítimo, seja em território nacional...

Leia Mais

ESSE SITE USA COOKIES
Nós armazenamos dados de acesso temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação. Ao navegar por nosso site, concorda com nossa Política de Privacidade.